Terrible Twos (os terríveis 2 anos) – Que fase!!!

15 setembro, 2015
por:

Gente, socorroooooo! Que fase é essa? Eu sabia da existência e achei que começaria após os 2 anos de idade, mas aqui a fase dos terríveis 2 anos começou mais ou menos com 1 ano e 8 meses. O Samuka entendeu que se chorar ou gritar, consegue chamar a atenção e está utilizando cada vez mais desta estratégia, rs.

Sempre que via crianças com este comportamento, achava que era manha, que os pais não conseguiam dominar os filhos ou que fosse cansaço e falta de paciência. NUNCA MAIS JULGUEI! Sério, é uma fase difícil e é preciso de paciência, coisa que nem sempre conseguimos…

Ataque de Terrible Twos

Ataque de Terrible Twos

Na literatura inglesa, a fase dos Terrible Twos é quando a criança começa a mudar seu comportamento, antes pacífico. Diz NÃO para tudo, faz birra quando contrariado, não atende as solicitações dos pais, quando quer algo chora, esperneia, atira as coisas longe, se joga no chão! Algumas crianças passam por esta fase de forma tranquila e sem grandes alterações. Já outras, podem ter momentos muito mais intensos e até bater com a cabeça na parede! Precisamos nos atentar ao comportamento dos nossos pequenos e garantir que eles estejam em segurança para não se machucar nas horas de fúria.

Também conhecida como Adolescência dos Bebês (ou Primeira Adolescência), é uma fase muito comum que pode começar com 1 ano e meio e ir até os 3 anos de idade. Sendo comum, não devemos nos culpar por este momento, pois é um processo natural do desenvolvimento da criança e não há muito o que fazer.

Esta chamada “adolescência” acontece por volta dos 2 anos, quando a criança, antes obediente, começa a se perceber como indivíduo independente, desenvolver suas vontades, ter desejos e opiniões, mesmo sem saber muito o que quer e pode se contradizer. Isso tudo gera uma enorme necessidade de tomar decisões e fazer escolhas por si só e junto, a enorme resistência em obedecer aos pais.

Mais uma vez, haja paciência, visto que não se trata de uma ação consciente da criança, muito menos uma intenção de irritar os responsáveis, e sim uma tentativa de atender a esse desejo interior, de se descobrir um ser independente dos pais.

Buscando na internet, encontrei algumas sugestões. Vejam!

10 dicas para lidar com os Terrible Twos:

1 – No momento da fúria da criança, devemos esperar a birra passar e depois abaixar na altura da criança e olhar diretamente nos olhos. A conversa olho no olho e o tom de voz calmo passa segurança e confiança.

2 – Não devemos dar broncas nem repreender em público para não causar traumas nem constrangimentos.

3 – Tente não demonstrar comoção com o ataque. O ideal é tirar seu filho do local levando-o para outro mais discreto e seguro, sempre lembrando que não há show sem plateia!

4 – É difícil manter a calma, eu sei. Portanto, se sentir que está perdendo o controle, afaste-se por alguns minutos, respire fundo e se recomponha, sempre garantindo que seu filho esteja em segurança ou sob o olhar de outro adulto.

5 – Lembre-se, nada se resolve com agressividade, este não é o exemplo que queremos dar aos pequenos e nós sabemos que esta é mais uma das muitas fases pela qual eles irão passar.

6 – Converse com seu filho antes de sair de casa explicando o motivo do passeio e onde vão, não esqueça de reforçar a sua expectativa, como espera que ele se comporte, o que ele poderá ou não fazer, explicando as consequências para o seu mau comportamento.

7 – É importante disciplinar a criança logo após a birra. Como ela não consegue verbalizar suas frustrações (e nós conseguimos), ajude para que compreenda o que fez e o porquê de sua ação. Nunca deixe uma crise sem resposta, para que a criança não se acostume a não ter consequências para seus atos.

8 – Saiba quais brigas comprar pois nem todas valem a pena e podem gerar um estresse desnecessário para seu filho e para a família. Reforçando que, com segurança, saúde e alimentação não tem negociação.

9 – Esta dica eu quero testar: Dar a opção da escolha. Por exemplo, separe duas roupas do seu agrado e peça para a criança escolher qual quer usar. Funciona muito bem e eles ainda acham que tomaram a decisão sozinhos.

10 – Por fim, a única que testei e funciona muito aqui em casa é mudar o foco da birra chamando a atenção da criança para outra situação.

Estou lendo muito sobre o assunto, mas ainda está difícil saber levar ou contornar a situação. Alguma dica? Quero ajuda!!!

terrible_twos-mae_tipo_eu-1

Comente no Facebook

Comente no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentário:Terrible Twos (os terríveis 2 anos) – Que fase!!!

  1. camila dario

    Nossa, acabei de ler minha Alice nesse texto. 1 ano e 3 meses e faz tudo isso. Pegar algo da mão ou não dar o que ela pede, motivo para se jogar no chão!! vai até quando??
    Vou aplicar as técnicas. Espero que ajudo.

    Adorei o texto.

    • Bruna Knijnik

      Que bom Camila, espero que ajude! Bjs

Posts relacionados com esta matéria