Descobrindo a Gravidez Fora do Brasil

18 dezembro, 2014
por:

Tudo na Holanda é diferente. Imaginou? Então… multiplica, para daí talvez chegar perto da realidade que é viver lá.

Comece pelo clima, 9 meses de inverno, chuva, cinza e 3 meses de verão. Mas acontece que o verão deles é como o nosso inverno, a gente finge que tem. A gente compra casaco para usar em Campos de Jordão 2 dias no ano. Assim são eles com as saias. Quer dizer, não, porque as saias se usam por cima de calças.

Próximo item: transporte público – tram. São basicamente bondes elétricos que percorrem os centros das cidades. Ônibus praticamente funcionam como transporte entre cidades, nem tem espaço para os ônibus circularem nos centros em geral. Mas de verdade o transporte mais utilizado é a bicicleta. Com ou sem guarda chuva e sempre com uma cestinha atrás ou na frente para levar suas compras de supermercado (que aliás, você faz todo o dia).

Descobrindo_Gravidez_fora_brasil-mae_tipo_eu-2

Estes são dois exemplos para vocês tentarem entender como as coisas podem ser genuinamente diferentes do que a gente conhece no Brasil. A questão da saúde também é bem diferente lá.

No Brasil, quando a gente engravida, ou pensa em engravidar, vamos ao nosso ginecologista, fazemos 1000 exames em clínicas especializadas e esterilizadas.

Já na Holanda… para começar não se tem um ginecologista, um dermatologista, um endocrinologista, nenhum “ista” destes. Você tem um “huisarts” que é um clínico geral, médico da família que você escolhe mais ou menos conforme a região onde você mora e com ele você vai tratar todos os seus problemas e, caso seja necessário, ele te encaminha para um especialista. Ou seja, engravidou é com ele que você vai falar.

Ok, mas falar o quê?

Eu cheguei lá, depois dos meus 5 testes (sendo 2 afundados em urina, 1 falho e 2 positivos), sem a certeza de que estava grávida (as instruções dos testes são em holandês, vai que eu fiz alguma errada) e o que aconteceu foi mais ou menos isso:

  • Bom dia, o que posso fazer por você?
  • Eu fiz um (ahã) teste de gravidez e deu positivo…
  • E você queria?
  • Ahn, sim… já vinha tentando há algum tempo!
  • Que bom! Então agora vou te encaminhar para uma “midwife”.

Midwife? Pega o celular, vai pesquisar….. parteira.

  • Parteira???
  • Sim, aqui na Holanda apenas a gravidez de risco é tratada com ginecologista/obstetra.
  • Hum…. – disse eu meio atônita – e o exame de sangue para confirmar a gravidez?
  • Não. Estes exames de farmácia são bem sensíveis. Se deu positivo é positivo mesmo.
  • ……….

Saí de lá, liguei para o meu marido e caí no choro:

  • Eu tô grávida!!

Comente no Facebook

Comente no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados com esta matéria