Entrevista: Mãe Tipo Eu, Simone Buksztejn Menda

2 junho, 2015
por:

Moms, a entrevistada de hoje é a Simone, ela é filha de um amigão do meu pai e dona de uma marca muuuuito legal: Eu Amo Papelão. Em breve falaremos mais sobre ela aqui no blog. A Simone tem 2 filhotes e deu uma entrevista linda, delicada e com muitas dicas legais, principalmente a do momento em que chegam em casa à noite, ADOREI!!!

Foto linda em família

Foto linda em família

Nome, idade e Profissão: Simone Buksztejn Menda, 35 anos, Sócia e Diretora da Eu Amo Papelão.
Mãe do Renato, 7 anos e da Roberta, 4 anos.
Como foi a escolha dos nomes? Eu sempre quis ter uma filha chamada Roberta. Então, decidimos que se fosse menina eu iria escolher e, se fosse menino, o Thiago escolheria. Ele queria Renato, para homenagear seu avô. Antes de saber o sexo, chamávamos de “Baby R”.
Quem foi a primeira pessoa para quem você contou que estava grávida? Fez alguma surpresa? Meu marido, Thiago. Descobri no trabalho. Saí de lá e fui no shopping comprar um sapatinho. Deixei um bilhete na cama, junto com o exame e o sapatinho. Quando ele chegou em casa viu tudo na cama. Foi muito emocionante! Na gravidez da Roberta foi a mesma coisa, descobri e contei só para o Thiago. Tambem fiz uma surpresa.

Surpresa para o papai

Surpresa para o papai

Que cuidados que você teve durante a gravidez e recomenda? Ui….acho que não sou a melhor pessoa para falar disso, hehe. Na gravidez do Renato eu trabalhava o dia inteiro e ficava super cansada de noite, então, não fazia exercícios. Apenas passava vários cremes. Na gravidez da Roberta, o Renato era muito pequeno e eu não consegui fazer exercício também. Usei cremes.
Onde você fez o enxoval? Com o Renato, demorei muito para saber o sexo, então, viajamos quando eu estava com 4/5 meses e eu acabei comprando tudo bege e verde.
Qual o modelo de carrinho que você comprou? Ficou Satisfeita? Burigotto. Muito bom.
Como foi o período pós-parto e quais os cuidados que você teve durante a amamentação? A primeira semana foi a mais complicada pois, tinha dor ainda. Mas depois foi tranquilo. A amamentação foi um momento mágico, amei amamentar! O Renato mamou até os 11 meses e a Roberta até os 9 meses. Passei muitos cremes para não rachar e foi ótimo. Tomava bastante água também.
Como foi a montagem do quarto? Você teve alguma ajuda? Como é a decoração? O quarto do Renato era azul e branco, com tema era “tênis” (hoje em dia o quarto é outro, mais para a idade dele). O quarto da Roberta é lilás, com tulipas e borboletas.

Quarto do Renato (e ele bem baby)

Quarto do Renato (e ele bem baby)

Quarto da Roberta

Quarto da Roberta

O que você achou mais fácil e mais difícil do que imaginava? Acho que tudo foi mais difícil do que eu imaginava. Os primeiros meses são os mais complicados, onde tudo é novo, estamos nos conhecendo como mães e nos entendendo. As primeiras noites sem dormir também não são fáceis. Mas aos poucos tudo vai ficando melhor e cada dia é mais maravilhoso. No segundo filho acho que tudo é mais fácil.
Como você é no papel de mãe? Age como imaginava? Muita coisa mudou? A minha vida mudou completamente. Me considero uma mãe super presente e super protetora também. Aproveito cada momento com eles.
Como é o seu marido como pai? O Thiago também é um super pai, muito parceiro. Sempre ajudou com tudo: fraldas, banho, mamadeira, dormir. Hoje continua sendo um pai super presente, o que ajuda muito.
Quanto tempo você ficou de licença maternidade e como foi a volta ao trabalho? Do Renato fiquei de licença 5 meses e meio. A volta não foi muito boa, eu tinha muita culpa de passar todo o dia longe dele, ainda mais que eu trabalhava bem longe. Quando ele completou 1 ano, resolvi parar de trabalhar para ficar um tempo com ele. Foi a melhor coisa que eu fiz! Com a Roberta, eu já tinha a minha empresa, então tudo foi mais fácil e tranquilo.
Sentiu que deveria ter aproveitado mais algum momento? Justamente parei de trabalhar por isso, achava importante acompanhar todos os primeiros momentos de tudo com ele. Hoje tenho essa certeza, de que eu estava ao lado deles nos principais momentos da vida deles.
Você costuma buscar dicas e informações na internet? Busco sim, pesquiso em muitos blogs.
Descreva um dia de vocês: Sexta-feira: Acordo às 7h e preparo o Nescau do Renato. Acordo ele e o ajudo a se vestir. Fico conversando com ele, até o Thiago ficar pronto para levá-lo ao colégio. Trabalho em casa. Pelas 9h eu acordo a Roberta e arrumo ela para o Ballet. Quando saímos de lá, buscamos o Renato no colégio. Almoçamos os 4 (ou 5 quando vem algum amigo junto) em casa. Depois do almoço levamos as crianças para o colégio e vamos trabalhar (trabalhamos juntos eu e o Thiago). De noite ficamos juntos, brincando, contando histórias e contando como foi o dia. Temos uma regra em casa: proibido o uso de celular e ipad quando chegamos no final do dia. É momento da família ficar junta, conversando e brincando.
O que fazem para se divertir? Quais os programas que vocês mais gostam de fazer? Gostamos muito de fazer passeios com as crianças. Nos finais de semana gostamos de conhecer lugares novos, passear na Zona Sul de Porto Alegre, ir no clube, no cinema.
Como você gosta de vestir seus filhos? Quais suas lojas preferidas? Não tenho marca preferida. Na idade deles já escolhem “quase sozinhos” o que querem vestir e o que gostam.
Comemorações. Já fizeram? Algum Tema? Sim, sempre comemorei o aniversário deles. Renato: 01 ano – guloseimas, 02 anos – Patati Patata, 03 anos – Toy Story, 04 anos – Peter Pan, 05 anos – Disney, 06 anos – Grêmio, 07 anos – Monstros S.A. Roberta: 01 ano – Peter Pan, 02 anos – Disney, 03 anos – Carrossel, 04 anos – Frozen.
Que valores você considera essenciais e quer passar aos seus filhos? Que na simplicidade é que estão os melhores momentos e as maiores alegrias. Tentamos passar para eles que a felicidade não está nas coisas materiais e sim nos momentos felizes.
Seus filhos já estão na escola? Como foi a escolha da escola? Os dois estão no colégio. Optei em colocar em escola grande desde pequenos. Escolhi a mesma escola em que eu estudei.
Você vive o dilema da maioria das mulheres modernas: É mãe, esposa, dona de casa e profissional. Como consegue conciliar tudo isso? Sim! Vivo isso com a eterna “culpa” de que não estou fazendo tudo o que eu poderia. Tento aproveitar ao máximo todos os momentos que tenho. Na hora de ser mãe, brinco, converso, presto atenção neles. Na hora de trabalhar, foco apenas no trabalho. Enfim, tento desempenhar os papéis da forma mais intensa possível. Mas claro que nem sempre dá certo e tenho todas as crises “normais” das mulheres modernas.
Pretende ter mais filhos? Não
Revele alguma coisa que ninguém conta sobre a maternidade e dê um conselho às futuras mamães? Para ter filhos é preciso estar preparado para abrir mão de uma vida “individual”. A partir do momento em que temos filhos, nossas prioridades são deixadas de lado e os eles estarão sempre em primeiro lugar. Mas o retorno é imensurável. O carinho, o amor, o cheirinho dos filhos, não há nada no mundo igual! Eu amo ser mãe.

Si, adorei sua participação, muito obrigada!!!

Comente no Facebook

Os comentários estão fechados.

Posts relacionados com esta matéria