Dicas de como tirar a chupeta

3 outubro, 2017
por:

Como tirar a chupeta

Pedi para a Dra.Luiza Lindenberg, odontopediatra (CRO 66009), dicas de como tirar a chupeta dos bebês.

O processo de retirada da chupeta deverá ocorrer até os 2 anos de idade, período em que a criança sente prazer em levar as coisas à boca. A mãe deverá estar muito presente nesta fase pois, o objeto está diretamente ligado à imagem dela. A chupeta traz conforto emocional e a retirada deve ser cuidadosa. Ofereça alternativas, antes de dar a chupeta, pergunte se ela não quer comer uma fruta, brincar ou desenhar. Guarde a chupeta e vá negociando o uso para outro momento. Não faça chantagens ou ameaças. Tenha calma, o processo poderá ser desgastante.

Os pais devem procurar maneiras de demonstrar que a criança já é capaz de superar esta etapa, para tanto, muita conversa e paciência será necessária.

Não permita que a criança fale com a chupeta na boca pois ela poderá atrapalhar a pronúncia correta das palavras. Seu uso poderá também comprometer o desenvolvimento das arcadas, mudar a posição dos dentes de leite, afetar a deglutição e a fala.

Para deixar de usar a chupeta a criança deverá estar preparada e segura para não sofrer maiores traumas. Se a criança estiver passando por uma fase conturbada como a chegada de um irmão, a separação dos pais ou a perda de uma pessoa ou animal querido, por exemplo, não são momentos adequados para a mudança. Espere até que a vida dela volte ao normal.

Como tirar a chupeta

O ideal é conversar com a criança e explicar de uma forma simples por que ela deve largar a chupeta. Fale de uma forma lúdica para mostrar os problemas que podem aparecer em quem usa a chupeta, use exemplos de pessoas de quem ela gosta e que não usam chupetas. Uma idéia é aproveitar as festas natalinas ou o aniversário da criança para fazer uma troca justa: a chupeta por algo que ela queira muito.

Outro recurso de motivação é uma “tabela-calendário” com os três períodos do dia (manhã, tarde e noite). Em cada período sem a chupeta cola-se um adesivo, figurinha ou desenha-se uma estrela ou coração. O objetivo é preencher toda a tabela, obtendo-se a descontinuidade do hábito por períodos cada vez maiores, até a remoção total. Depois troque a tabela por um presente já combinado. Mas tenha cuidado pois piores situações se produzem quando os pais impõe uma data para a retirada da chupeta. A criança vive essa espera com angústia e desespero, fatores que muitas vezes desencadeiam uma maior necessidade de sucção.

Faça trocas produtivas. Não adianta oferecer chocolate ou balas em vez de chupeta. Trocar o objeto por entretenimento ou incentivo do tipo “como você está mais bonita sem a chupeta” é a melhor pedida.

Os métodos radicais só atrapalham por isso evite jogar a chupeta fora. Jamais passe, no bico da chupeta, pimenta, remédio ou qualquer outro tipo de coisa que tenha gosto forte pois, além de não resolver o problema, por ser muito agressivo só aumenta a ansiedade.

Não critique, ridicularize, nem castigue a criança por estar chupando a chupeta. Evite fazer comentários do tipo “é muito feio chupar chupeta”. O hábito causa constrangimento para a criança, por isso é muito importante o apoio dos pais demonstrando uma atitude positiva. Quando a criança estiver sem a chupeta deve-se elogiar “parabéns, seus dentes estão lindos” ou  “como você é esperto, tirou a chupeta da boca e agora pode mostrar esse sorriso lindo”. Afagos e compreensão nesta fase surtem muito mais efeito que brigas e castigo.

Como tirar a chupeta

Mais algumas dicas que podem ajudar na retirada da chupeta:

  • Quando você perceber que a criança pegou no sono e está com a chupeta solta na boca, retire-a.
  • Não deixe a chupeta à vista e de fácil acesso. Combine com seu filho em lugar onde você pode guardá-la. Assim ele saberá que poderá recorrer a ela se a saudade for muito grande.
  • Delimite o tempo de uso e o espaço físico, mostrando a criança que a chupeta é só para dormir, e portanto, não sai do berço/quarto.
  • A criança não deve saber que a chupeta é vendida na farmácia da esquina. Não coloque várias chupetas a disposição pois, facilita sua recolocação e pode estimular o seu uso.
  • Entre 1 ano e 2 meses até 2 anos, faça um pequeno furo na ponta da parte de silicone da chupeta e vá aumentando gradativamente o tamanho do furo até que a chupeta fique “’velha”, se a criança reclamar avise apenas que ela está” acabando”. Por volta desta idade a criança necessita substituir o hábito de sucção pelo de mastigação. Ofereça uma maçã ou outra fruta que ela goste para comer.
  • É importante também estabelecer uma nova rotina de sono, já que a criança estava acostumada a embalar seu sono com o uso da chupeta.
  • A retirada da chupeta pode acontecer gradativamente (só a noite por exemplo) portanto, tenha paciência e não espere que seu filho largue o acessório da noite para o dia. Use muita criatividade procurando distrair a criança motivando com muito amor e compreensão nessa fase tão delicada.

Comente no Facebook

Comente no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados com esta matéria