Como preparar as crianças (e a casa) para um furacão

12 setembro, 2017
por:

Mudamos para a Florida há exatos 5 meses e já passamos pela experiência mais temida por todos: um furacão!

Sempre vimos em filmes e nunca pensamos em passar por uma situação destas, onde não há controle nenhum sobre a natureza e sobre o que esperar, as previsões existem e são efêmeras pois, a rota deste desastre muita rapidamente.

Fomos para Orlando, 5 dias de Disney. Voltamos no Domingo (dia 3) e na segunda (dia 4) meus pais chegaram para passar o aniversário da minha mãe conosco. Assim que chegamos, recebemos a notícia do furacão Irma. Não levamos muito a sério mas resolvi ir até o supermercado comprar água, já não tinha mais! Comprei feijão para cozinhar e congelar e outros itens para casa. Segunda fui novamente ao Publix, nada de água. Me aconselharam a deixar o carro abastecido, fila de uns 10 minutos no posto de gasolina e tanque cheio!

Começamos a acompanhar melhor na segunda à noite e as previsões só pioravam. Terça-Feira (dia 5), meu marido foi para o supermercado às 6h da manhã, conseguiu água e pão. Meu pai levou as crianças na escola e começamos a conversar sobre o que fazer. A decisão foi: Meus pais voltariam ao Brasil na quinta-feira (dia 7) e nós voaríamos para Chicago, onde meu marido tem uma casa pelo seu trabalho. Conseguimos as últimas passagens, saindo às 6h da manhã de quarta-feira.

Começou o corre-corre pois, precisávamos preparar a casa para o pior: Fechar todas as persianas contra furacão (ainda bem que a nossa casa tem isso), desligar os eletrodomésticos das tomadas, tirar do chão tudo que possa estragar em caso de alagamento, retirar todos os móveis e enfeites do jardim, tapetes, cerca da pisicina.

Para quem fica em casa, alguns dos conselhos são: comprar bastante água, encher baldes e banheiras (pois podem ficar sem água alguns dias), comida não perecível, enlatados (pois pode ficar sem energia), pães, biscoitos, lanternas, pilhas, gasolina (pois acabam nos postos), bateria externa para celular, kit de primeiros socorros, para quem tem bebê, fraldas e leite em pó, guardar documentos importantes em sacos plásticos, entre outros itens. Sempre lembrando, que após o furacão, a cidade pode ficar sem energia e água por alguns dias.

Além da casa, é importante preparar a família, principalmente as crianças. Para isso é preciso de calma e paciência, eles captam tudo que estamos sentindo então, nada de pânico na hora de explicar para os pequenos. Devemos contar sempre a verdade, explicando de uma forma que eles consigam entender o que irá acontecer. Podemos dizer que temos medo mas que estamos nos preparando, explicar o que será feito e porquê. Falar sempre que a segurança da família está em primeiro lugar.

As crianças maiores podem ajudar a preparar a casa, colocar baterias nas lanternas, decorar lanternas com adesivos, ou o que acharem mais adequado. A ajuda nos preparativos da casa os deixa mais seguros e no controle da situação. Eles também podem arrumar um “kit sobrevivência” com itens que os deixam seguros, coisas que eles mais gostem para o momento do furacão ou se decidirem evacuar a casa. Também dá para descontrair o momento convidando toda a família para uma festa do pijama na sala ou no local mais seguro da sua casa (closet, banheiro, embaixo da escada).

Na hora de sair para a rua após o furacão, vale dar uma olhadinha antes para poder preparar às crianças para o que irão ver e assegurar de que tudo voltará ao normal em breve. A ajuda após furacão também faz parte e é bem vinda: Recolher folhas, galhos e lixos, varrer a varanda, ajudar os vizinhos, secar o que molhou, arrumar os brinquedos de volta no lugar…

Nós falamos para os meninos que iríamos para Chicago devido ao furacão, eles viram as persianas serem fechadas, acharam legal. Peguei o mapa dos Estados Unidos, mostrei onde estávamos, de onde viria o furacão e para onde estávamos indo. Falei que o furacão traz muito vento forte e chuva, e que algumas coisas podem estragar. Acompanhamos as notícias ao vivo pela televisão, eles puderam entender melhor.

Nossa casa no dia seguinte ao Irma

Chegamos em Chicago e estamos passando dias maravilhosos por aqui, bem seguros e com um friozinho gostoso já que lá na Florida estava em torno de 38º. Ainda não sabemos quando iremos voltar para casa, mas já sabemos que os estragos foram mínimos. O furacão diminuiu da categoria 5 para 3 quando passou em Weston, mas nossa casa ainda está sem energia (terça, dia 12). Acima a foto de como ela ficou no dia seguinte e abaixo, uma rua do nosso condomínio, alagada e com árvores caídas.

Mais alguém já passou por isso?

Tags: , , , , ,

Comente no Facebook

Comente no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentário:Como preparar as crianças (e a casa) para um furacão

  1. Michele

    Olá Bruna, que pena que só descobri seu blog após o furacão. Tb nos mudamos há poucos meses pra Miami, e enfrentar essa novidade não estava nos planos, hehe.
    Minha irmã morava no seu prédio em SP e me indicou o seu vlog, e eu mãe de dois, estou adorando!!!
    Bjs, Michele

    • Bruna Knijnik

      Oi Michele, tudo bem? Nossa, que legal, quem é sua irmã???
      Ah, vamos combinar alguma coisa então 🙂
      Espero que a gente não precise passar outro susto destes tão cedo! Bjs

Posts relacionados com esta matéria